OS RESIDENTES ESTÃO CHEGANDO. ESTÃO CHEGANDO OS RESIDENTES.

26-Feb-2015

 

 

Nossos residentes estão chegando no próximo fim de semana e na segunda feira já começam as atividades no Lab! Por aqui tudo pronto para recebê-los. Preparamos esse post para vocês ficarem conhecendo eles e saber o que andam desenvolvendo.

 

 

VITOR MARTINS – Centro-Oeste

Artista visual, fotógrafo e videomaker, necessariamente nessa ordem! Vítor ‘Dads’ Martins nasceu e cresceu nas ex-cidades satélites de Brasília. Graduado em Ciência Política e em Fotografia, tem particular interesse pelas nuances do tempo e pela maneira com o ser humano enxerga e interage com o espaço.

Começou a se interessar por fotografia brincando com uma câmera digital quase de plástico, achou que assim poderia se expressar melhor.

Acredita na poesia da gambiarra, pensa e cria muito em torno do improviso do jazz e do rap, e é defensor do papel transformador das utopias

 

 

 

RENATA VOSS - Nordeste

Fotógrafa alagoana que nos últimos 4 anos vem transitando entre Salvador, Maceió e Aracaju. Professora de fotografia da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia, atualmente cursa doutorado em Artes Visuais também pela UFBA. Desenvolve trabalhos autorais desde 2004 e tem interesse por processos alternativos em fotografia bem como na investigação das relações entre fotografia, movimento e memória, investigando experimentações nos processos de revelação, de obtenção da cópia, ou mesmo na escolha do suporte fotográfico em que o trabalho será apresentado. Gosta de acordar cedo, de passear e provar comidas novas. Talvez tenha sido culpa da fotografia, pois fotografou bastante coisa de gastronomia e acabava sempre provando os pratos! Já fotografou pra publicidade. Essa na foto com ela é uma coruja do Parque dos Falcões, que fica em Itabaiana, em Sergipe. Não é linda? 

 

Veja mais em:

 renatavoss.wordpress.com

 

 

 

 

PAULA HUVEN - Sudeste

Trabalha a fotografia como dispositivo de encontros, relações, buscando colocar em jogo os sujeitos e suas representações. Parte da concepção de dispositivo não apenas como sistema técnico, mas como estratégias direcionadoras de experiências e produtoras de subjetividades. A fotografia enquanto dispositivo ativador capaz de suscitar encontros, acontecimentos e a produção da imagem, o ato fotográfico, torna-se o próprio lugar da experiência.  Seu processo de produção consiste na elaboração de uma proposição inicial e sua consequente realização. A participação dos sujeitos é central nos processos, não apenas como atores de uma ação a ser registrada, mas o processo de produção da imagem constitui-se como experiência da obra.
 

Veja mais em:

www.cargocollective.com/paulahuven

 

 

 

 

MARILIA BIANCHINI - Sul

Práticas de desenho, gravura, pintura, escultura e cerâmica, levaram Marilia a fotografia experimental.

Em sua pesquisa, muitas vezes ela produz artesanalmente os papéis que vem a usar, um processo de manufatura que lhe permite obter folhas com texturas e transparências diversas.

 

 

 

 

HUGO NASCIMENTO – Norte

Suas pesquisas estabelecem uma relação experimental motivada pela subversão da objetividade técnica da imagem. Estabelece relações com práticas de intervenção urbana (que muitas vezes se utilizavam de fotografia), cartazes, lambe-lambes, stencils, e as práticas de mapeamento/documentação cultural.

 

Veja mais em:

http://do-nascimento.tumblr.com/

 

 

 

Please reload

Recomendados

Daguerre - Um Gênio ou um Aproveitador?

November 18, 2019

1/4
Please reload

Posts Recentes