Cianotipia: como fazer, onde e porquê?

Naquele outro post que fizemos lá em janeiro (aqui, se vc não leu), falamos sobre a historinha do cianótipo e do seu criador, nosso querido Sir John Herschel, padroeiro do Lab Clube.

Mas aqui a gente é mão na massa, então aproveitando a celebração do primeiro Dia Mundial da Cianotipia em 19 de setembro de 2015, vamos te ensinar tintin por tintin a fazer seus próprios cianótipos em casa. É só seguir as dicas abaixo.

Agora vamos te explicar como fazer, todo o material necessário e etc.

Como sempre, o post é grande.... Pega uma pipoca e vai lendo com calma...

O QUE VOCÊ VAI PRECISAR:

Legenda:

:) O IDEAL

:/ O POSSÍVEL

:( CILADA, BINO

- PAPEL

OBS: O papel deve ser resistente o suficiente para aguentar vários banhos. Tecidos naturais como algodão, seda e linho também funcionam bem.

:) - Papel Montval Aquarela 300g

:/ - Papel Canson Aquarela 300g

:( Papel Toalha

- UM PINCEL MACIO OBS: Este é um item bem importante, porque quanto mais duro o pincel, mais ele tende a deixar marcas no papel.

:) Pincel Japonês Hake

:/ Trincha de Nylon

:( Pincel pra pintar parede

- UM RECIPIENTE PARA MISTURAR AS SOLUÇÕES

OBS: Não precisa ser muito grande, algo em torno de 100ml no máximo

:) De vidro

:/ De plástico

:( De metal

- UMA BANDEJA PARA LAVAR O PAPEL OBS: Deve ser um pouco maior que o papel a ser utilizado

:) As específicas para Fotografia

:/ Qualquer uma de plástico

:( A do xixi do gato

- UM PAR DE CHAPAS PARA FAZER A IMPRESSÃO

OBS: Elas serão usadas para fazer um "sanduíche" com o papel emulsionado e o negativo

:) 2 chapas de vidro 6mm de espessura, tamanho maior que o papel

:/ 2 chapas de acrílico ou vidro mais finos

:( Não usar

- UM PAR DE GARRAS

OBS: Serão usadas para prender o sanduíche de vidro, papel e negativo