Cianotipia: como fazer, onde e porquê?

Naquele outro post que fizemos lá em janeiro (aqui, se vc não leu), falamos sobre a historinha do cianótipo e do seu criador, nosso querido Sir John Herschel, padroeiro do Lab Clube.

Mas aqui a gente é mão na massa, então aproveitando a celebração do primeiro Dia Mundial da Cianotipia em 19 de setembro de 2015, vamos te ensinar tintin por tintin a fazer seus próprios cianótipos em casa. É só seguir as dicas abaixo.

Agora vamos te explicar como fazer, todo o material necessário e etc.

Como sempre, o post é grande.... Pega uma pipoca e vai lendo com calma...

O QUE VOCÊ VAI PRECISAR:

Legenda:

:) O IDEAL

:/ O POSSÍVEL

:( CILADA, BINO

- PAPEL

OBS: O papel deve ser resistente o suficiente para aguentar vários banhos. Tecidos naturais como algodão, seda e linho também funcionam bem.

:) - Papel Montval Aquarela 300g

:/ - Papel Canson Aquarela 300g

:( Papel Toalha

- UM PINCEL MACIO OBS: Este é um item bem importante, porque quanto mais duro o pincel, mais ele tende a deixar marcas no papel.

:) Pincel Japonês Hake

:/ Trincha de Nylon

:( Pincel pra pintar parede

- UM RECIPIENTE PARA MISTURAR AS SOLUÇÕES

OBS: Não precisa ser muito grande, algo em torno de 100ml no máximo

:) De vidro

:/ De plástico

:( De metal

- UMA BANDEJA PARA LAVAR O PAPEL OBS: Deve ser um pouco maior que o papel a ser utilizado

:) As específicas para Fotografia

:/ Qualquer uma de plástico

:( A do xixi do gato

- UM PAR DE CHAPAS PARA FAZER A IMPRESSÃO

OBS: Elas serão usadas para fazer um "sanduíche" com o papel emulsionado e o negativo

:) 2 chapas de vidro 6mm de espessura, tamanho maior que o papel

:/ 2 chapas de acrílico ou vidro mais finos

:( Não usar

- UM PAR DE GARRAS

OBS: Serão usadas para prender o sanduíche de vidro, papel e negativo

:) Grampo para marcenaria

:/ Grampo grande tipo binder clip

:( Achar que vai segurar na mão e vai dar certo

- TRANSPARÊNCIA

OBS: A transparência vai ser usada para criar um negativo digital, AQUI explicamos como fazer, mas é possível fazer cianotipias usando a técnica do fotograma. Veja mais abaixo outras informações a respeito.

:) Pictorico Pro Ultra Premium OHP Transparency Film

:/ Transparência InkJet Filipaper / transparência laser

- EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

OBS: Os químicos da cianotipia não são muito tóxicos, porém é sempre bom evitar contato com a pele e evitar também respirar para não ter problemas

:) Luva de Borracha, Avental, máscara e óculos

:/ Luva e avental

:( Não usar nada

- UM LOCAL

OBS: É importante uma luz baixa, até 30watts no máximo, mas não precisa ser vermelha como em fotografia P&B

:) Laboratório Fotográfico

:/ Um quartinho escuro e uma pia de banheiro

- UMA FONTE DE UV

:) Mesa de Luz potente

:/ Nosso Astro-Rei

:( Abajour

- UMA FONTE DE ÁGUA CORRENTE

:) Tanque de Laboratório

:/ Pia do banheiro

e claro,

- NOSSO KIT DE CIANÓTIPO QUE VC PODE COMPRAR AQUI

OU ENTÃO

Se você vai preparar seus próprios químicos, vc VAI PRECISAR AINDA DE:

- QUÍMICOS

Citrato Férrico Amoniacal de Cristais Verdes

Ferricianeto de Potássio

Água destilada

- BALANÇA DE PRECISÃO

- MEXEDOR DE VIDRO

- COPOS MEDIDORES DE VIDRO

- VIDRO ÂMBAR PARA GUARDAR AS SOLUÇÕES

PREPARAR SOLUÇÕES: O ideal é preparar de véspera, pois é bom que elas descansem um tempo antes de usar para garantir a total diluição dos químicos. Prepare cada uma das soluções separadamente e acondicione-as em vidro âmbar etiquetado

FÓRMULA:

SOLUÇÃO A

25g de Citrato Férrico Amoniacal de Cristais Verdes

100ml de água destilada

SOLUÇÃO B

11g de Ferricianeto de Potássio

100ml de água destilada

OK, vc agora tem as duas soluções prontas, vamos para os outros passos.

CRIAÇÃO DO NEGATIVO DIGITAL:

Por ser um processo de impressão por contato, a imagem gerada será exatamente do tamanho do negativo utilizado. Muitas pessoas utilizam a técnica do fotograma, que consiste simplesmente em posicionar objetos, flores, folhas ou qualquer coisa que bloqueie a passagem da luz, em cima do papel emulsionado.

Mas se você deseja trabalhar com fotografias, terá que criar um negativo digital. A imagem deverá ser NEGATIVA e P&B, onde os tons de cinza definirão a quantidade de luz que sensibilizará a emulsão em cada parte da imagem.

AQUI fizemos um tutorial mostrando como fazer o negativo digital. Clique e baixe!

PREPARANDO O PAPEL

- Em local com pouca luz (máximo 30 watts), misture no recipiente menor as soluções A e B em partes iguais, ou seja, por exemplo, 10ml de cada. - Com o pincel, aplique a solução na folha de papel sem deixar químico acumulado, formando poças

- Deixe o papel secar em local escuro por pelo menos 24h

EXPOSIÇÃO E FINALIZAÇÃO DA IMAGEM

- Após seco, faça um “sanduíche” com o negativo digital em cima do seu papel emulsionado, entre duas chapas de vidro ou acrílico. Prenda bem o sanduíche com as garras e leve para exposição ao sol

- Você vai observar a mudança de cor do papel para um tom de cinza. Com a prática você vai aprender quando é o momento exato para retirar o conjunto do sol

- Após a exposição, lave a imagem em água corrente - Deixe secar à sombra

- Sua imagem está pronta!

OBSERVAÇÕES

- Quanto mais químico no papel, mais intenso será o azul. A melhor forma de se fazer isso é aplicando o químico aos poucos, sem deixar acumular poças - Papéis com pouco químico trazem um azul mais claro, as vezes tendendo ao cinza - Uma boa exposição também é fundamental para uma boa intensidade de azul - Prática é fundamental para conseguir bons resultados. - Uma vez que as soluções A e B sejam misturadas, elas se tornam fotossensíveis. O ideal é ir misturando aos poucos, conforme o uso, para não haver “sobra” de químicos.

- Caso sobre químico já misturado, você pode guardá-los num vidro âmbar e embrulhar em jornal, de forma que ele não pegue luz.

Torcemos para que tenha ficado claro, principalmente a explicação dos materiais. Mas se você ainda tiver alguma dúvida, pode falar com a gente através dos comentários ou da nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/labclubefoto/

Recomendados
Posts Recentes
Tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Ícone do App Instagram
Arquivo

Baixe agora o Ebook "Como montar um laboratório em casa"